Open/Close
Português
Por Claire Rowland, Gerente de Marketing do Cliente, Top Employers Institute
Por Claire Rowland, Gerente de Marketing do Cliente, Top Employers Institute

O valor do benchmarking em relação a um padrão global

As organizações certificadas como Top Employers são um grupo diversificado. Elas vêm de todos os setores e áreas geográficas, com valores e comportamentos únicos que orientam seu desempenho. Uma coisa que elas compartilham, no entanto, é a sede de conhecimento. Querem saber como se comparam a seus colegas - e como podem se esforçar para ser ainda melhores.

É por isso que o benchmarking das melhores práticas de RH é uma parte tão importante do objetivo do Top Employers Institute de acelerar o impacto das estratégias de pessoal no mercado de trabalho.

Nosso Relatório sobre o Valor de Participação 2020 confirma a importância do benchmarking. A pesquisa realizada de forma independente para o relatório mostra que 85% dos entrevistados concordaram que o Programa de Certificação Global agrega valor para sua organização.

A investigação também revelou que, embora os participantes valorizem os quatro pilares (Marca, Benchmark, Alinhamento e Conexão) do programa, a capacidade de comparar as práticas de RH é vista como um dos aspectos mais benéficos.    

Por que o benchmarking é importante

O benchmarking é fundamental para as melhores práticas de RH por dois bons motivos.

Em primeiro lugar, para serem os melhores, os Top Employers precisam primeiro saber como são os melhores - como eles se comparam com aqueles que procuram igualar. Avaliar como uma organização se comporta requer muito tempo, energia, experiência e objetividade. É por isso que o benchmarking do Top Employers Institute é considerado tão valioso - a pesquisa revelou que:

  • 91% consideram os dados de benchmarking úteis.

  • 78% afirmam que eles ajudam a acompanhar as tendências de RH.

Em segundo lugar, a capacidade de avaliar o desempenho é tão boa quanto a ação que se segue. Por meio do Programa de Certificação Global, os Top Employers não só são capazes de se avaliar em relação a um padrão global, mas também recebem feedback sobre as principais oportunidades de melhoria A esse respeito, a pesquisa mostrou que:

  • 75% utilizaram o feedback para melhorar as decisões estratégicas.

  • Como resultado, 77% adaptaram e melhoraram as estratégias de RH.

  • 86% disseram que isso os ajudou a melhorar sua reputação como empregador ideal.

Números como esses são impressionantes, mas as palavras podem ser igualmente poderosas. O Relatório sobre o Valor de Participação também compartilha as conclusões de entrevistas qualitativas com líderes de RH, que indicaram que o benchmarking é uma ferramenta valiosa e educativa em todo o quadro:

  • Realiza um forte case de negócios: “Isso fornece uma indicação das tendências e padrões de mudança. Se forem necessários investimentos, essas comparações podem servir para respaldar a necessidade.”
  • Cria ações principais: “As comparações servem para colocar a organização em destaque. Isso mostra quais partes da sua política de RH ainda não estão alinhadas.”
  • Aumenta a vantagem em relação à concorrência: “Isto proporcionará a você a capacidade de acompanhar outras organizações no mercado.”

Sophie Smith, Diretora de RH da APAC na Experian, resumiu bem ao dizer que benchmarking para sua organização significa que: Agora sabemos onde estamos liderando o caminho, onde temos trabalho a fazer e onde podemos levar as melhores práticas para nossa organização.” Para os Top Employers, o valor do benchmarking é evidente.

Para obter mais informações sobre como o Top Employers Institute pode agregar valor à sua organização, use o formulário de download à esquerda para acessar o relatório.